ASO: O guia completo para otimizar seus aplicativos na Play Store ou App Store

25 junho 2021Natalia Figueiredo

Clique para avaliar esse post!
Total: 0 | Média: 0

As técnicas de ASO devem ser aplicadas para que o seu aplicativo se torne relevante nas lojas de app e tenha mais downloads. 

Segundo estimativas, existem em média 2 milhões de apps disponíveis para download nas principais plataformas. Com tantas opções, é essencial que o ASO ou App Store Optimization seja feito com o objetivo de criar relevância para o seu aplicativo e aumentar o número de downloads. получить рефинансирование кредитов с плохой кредитной историей

Por isso, trouxemos dicas para você colocar em prática e deixar seu aplicativo no número 1! Vamos lá?

Como fazer o ASO?

Deve-se colocar boas práticas em ação, como:

1- Título:

A escolha do título é essencial, afinal, ele servirá como uma porta de entrada para os próximos usuários. Além disso, é importante que o título tenha a sua palavra-chave. 

2- Palavra-Chave

Responsável pela maior parte do tráfego do seu app, a palavra-chave deve ser selecionada de forma que o seu aplicativo sirva como solução para uma necessidade do usuário. Por isso, é essencial que você conheça seu público a fundo e consiga escolher uma palavra certeira. Uma outra boa estratégia é observar seus concorrentes. 

3- Descrição

A descrição do app é um fator decisivo para os usuários. Ela deve conter uma explicação concisa e efetiva para quem está lendo entenda como funciona o app, se envolva e se interesse por ele. 

Nela também é importante utilizar variações da palavra-chave escolhida. 

Além desses três principais, existem também outros fatores que devem ser levados em consideração e otimizam ainda mais a posição do seu aplicativo na plataforma de download: 

4- Número e velocidade de download:

A velocidade do download não depende do desenvolvedor, mas as plataformas de download privilegiam os aplicativos que possuem melhor performance neste quesito. 

5 – Click Through Rate (CTR);

Em resumo: a taxa de cliques define a relevância de um app. Isso ocorre pois os cliques traduzem o interesse do usuário naquele app, e quanto mais cliques, provavelmente têm mais pessoas interessadas. O que confirma a razão pela qual aquele aplicativo deveria estar nas primeiras posições do ranking. 

6 – Nome do desenvolvedor;

O nome do desenvolvedor pode fazer grande diferença. Uma boa prática para desenvolvedores menores é incluir o foco da empresa ao lado do nome. 

7 – Categoria do App;

Se o usuário entrar em uma categoria e o seu app estiver nela, mas de forma equivocada, existem grandes chances do usuário não clicar nele ou baixá-lo. Assim, a ferramenta de download, seja Apple ou Play Store entende que o seu aplicativo não é relevante, prejudicando a sua otimização.  

8 – Social Media Ranking;

O engajamento dos aplicativos nas mídias sociais também é observado e valorizado. Principalmente nas plataformas Google+ e Facebook.

9 – Geosignal;

Quem nunca tentou baixar um app mas só estava disponível para outros países? Isso ocorre porque leva-se em consideração a localização do usuário no momento em que ele acessa a plataforma e a mesma seleciona os aplicativos que devem aparecer para você.

10 – Backlines

Os links externos impactam diretamente na seleção dos aplicativos mais relevantes. 

Resumão sobre ASO: 

Como são duas plataformas principais, separamos duas imagens de forma que você visualize os parâmetros mais importantes para cada uma delas: 

Play Store:

Apple Store:

Lembrete: Os parâmetros on-page englobam aqueles que o desenvolvedor inclui no momento de enviar o app, como palavras-chave e descrição. Já os off-page são aqueles que dependem de terceiros, que demonstram o comportamento de usuários e prospects.

Informações complementares:

É importante que o profissional de Mobile Marketing conheça o público-alvo, mas também, os padrões de comportamento específicos de cada plataforma. 

Segundo uma pesquisa realizada pela Forrester, a Google Play Store conta com maior número de aplicativos, em contrapartida, mais usuários do iOS estão abertos para pagar por aplicativos. 

Além disso, nessa mesma pesquisa, pôde-se perceber que o público mais jovem está mais presente no sistema iOS, enquanto o mais velho prefere o Android. Assim, caso não haja a possibilidade de enviar o aplicativo para ambos os sistemas, a idade pode ser um bom parâmetro para escolha. 

E, por fim, foi atestado que tanto na Apple Store quanto na Play Store, a maioria dos downloads são feitos por meio da navegação nas plataformas, mostrando que quanto mais relevante seu app estiver, mais chance ele terá de aparecer para essas pessoas.

Ficou alguma dúvida?

Ei, você também vai gostar destes artigos!