PLR no Marketing Digital: O que é essa tendência? Vale a pena? Veja opinião de especialistas!

16 março 2022sarapaulo

Clique para avaliar esse post!
Total: 2 | Média: 5

Saiba o que é a Private Label Rights no Marketing Digital
e por que está em alta

As buscas por PLR  no Marketing Digital, segundo o Google Trends, estão em ascensão: mais especificamente, foi visto um aumento de 650% em buscas das palavras-chave em comparação com os 12 meses anteriores! Mas você sabe o que é PLR e por que o termo está apresentando esse aumento repentino nas pesquisas? 

Ao contrário do que muita gente conclui, PLR no Marketing Digital não tem relação com “Participação nos Lucros e Resultados”. O significado de PLR é Private Label Rights, traduzido livremente para Direitos de Marca Própria. Vamos explicar:

Sabemos que hoje os chamados infoprodutos, como e-books, artigos e cursos, estão cada vez mais valorizados no Marketing Digital, certo? Pessoas criadoras destes conteúdos podem disponibilizá-los na internet a licença de direitos autorais que mais se adequa aos seus objetivos. E uma delas é PLR.

Ao usar a licença PLR, a pessoa criadora permite que a pessoa compradora possa utilizar de forma integral ou parcial o infoproduto.

Explicado o básico, ficam as perguntas: está pensando em investir  em PLR? Quer saber como fazer PLR Marketing Digital? Leia esse artigo da Outlab. até o final!

O que é PLR no Marketing Digital? 

Produtos digitais trazem autoridade para a sua marca, demonstrando para seus consumidores e clientes seu domínio sobre o assunto. 

O que acontece com produtos PLR, no contexto do Marketing Digital, é que  o PLR é usado quando você compra produtos digitais que você pode, a depender da licença, alterar o conteúdo,  personalizando-o e inclusive podendo comercializá-lo como se fosse seu. 

Nessa situação, a pessoa compradora pode utilizar o chamado “Produto PLR” de várias maneiras: o distribuindo para sua audiência, disponibilizando em seu site ou até revendendo.

Os exemplos mais comuns de Produtos PLR são: 

  • E-books
  • Artigos 
  • Cursos
  • Softwares
  • Audiobooks
  • Podcast 

e muito mais.

Como fazer PLR no Marketing Digital 

Os Produtos PLR normalmente são disponibilizados em sites: neles, a pessoa compradora pode vender seus infoprodutos; e a pessoa compradora pode  adquirir o seu.

A maioria dos sites de PLR trabalha com valores em dólares e por assinaturas, ou seja, com uma valor mensal, o comprador tem acesso a diversos produtos dos mais variados formatos. É caso do IDPLR, do PLR.me e do Download PLR Products

Money Cash GIF - Money Cash Make It Rain GIFs

Seria o PLR a pirâmide do Marketing Digital? 

Chegamos em um ponto-chave do PLR no Marketing.

O chamado “esquema de pirâmide” é um modelo comercial que se sustenta através do recrutamento de outras pessoas. É chamado de pirâmide por precisar de muitas pessoas na base do modelo (ou seja, na base da pirâmide) para sustentar pouquíssimas pessoas financeiramente bem-sucedidas que ficam no topo. 

Devido às suas promessas vazias e promessas de dinheiro rápido, o esquema de pirâmide é proibido.

Os modelos de pirâmide podem ser usados em diversos segmentos, se disfarçando de outros nomes. No Marketing, eles podem ser aplicados como “Marketing Multinível” – mas isso é papo para outro artigo. 

Voltando à questão original: Seria o PLR a pirâmide do Marketing Digital? Se verificarmos o contexto da legalidade, podemos dizer que não. PLR é uma licença legítima e um acordo entre o criador, que decide vender o seu produto dessa forma, e seu comprador.

Agora, se existir de fato um sistema de pirâmide por trás do PLR (por exemplo, pessoas lucrando com as vendas de produtos PLR e tendo que vender mais para sustentar o esquema), aí podemos dizer que sim, o PLR no Marketing é um esquema de pirâmide. 

Leia também: Vale a pena contratar uma agência de Marketing Digital?

PLR no Marketing Digital vale a pena? Veja a opinião de especialistas! 

Vamos direto ao ponto. A nossa resposta, de Agência de Marketing Digital focada em presença digital e performance, para essa pergunta é não

Na nossa visão, é muito mais interessante oferecer à sua audiência um produto autoral criado, pensado, personalizado e finalizado pela sua própria marca.

Na internet, vemos muitas pessoas vendendo o PLR como a solução para dificuldades de conteúdo e design – e por isso, o sucesso do PLR tem aumentado. Mas os infoprodutos, quando autorais, são incrementados com a sua logo, sua linguagem e divulgados conforme sua estratégia e como sua audiência mais se identifica. 

É bom para todos: quanto mais conteúdos autorais você faz, mais a sua marca atinge a sua audiência, que cada vez mais a procura para consumir seus conteúdos.

Mas se não for PLR, o que será? 

Te convencemos a fazer um produto autoral e você decide fazer um e-book. Que bom! Se a sua dificuldade está justamente no conteúdo ou design, vamos te ajudar com algumas dicas simples.

Hoje são diversas as plataformas que oferecem templates de diversas mídias e formatos, gratuitas ou pagas:

  • Para diagramação de artes, documentos e apresentações, sugerimos o Canva ou Pitch
  • Para a utilização de softwares de trabalho, sugerimos o Trello e Asana.

E a vantagem de fazer um conteúdo autoral é justamente essa: você faz o conteúdo e escolhe qual plataforma mais combina com a sua marca. Muito melhor do que comprar um pronto e vender como se fosse seu, certo?


E se você precisa de apoio na criação de conteúdos autorais, chama a Outlab.! Somos uma Agência Digital focada em criatividade, estratégia e resultados. Conheça nossos projetos:

Ei, você também vai gostar destes artigos!